2015032919031167925O Bloco de Esquerdas denunciou ante o parlamento luso a atuaçom policial desenvolta pola Guárdia Nacional Republicana (GNR) o passado 28 de Março contra três concelheiras do BNG durante um protesto em Monção. Mediante o Ministério da Administração Interna o Bloco de Esquerdas dirigiu as seguintes perguntas ao Governo do seu País:

1. Tem o Ministério conhecimento desta situação?
2. Considera o Governo aceitável que eleitas e eleitos do Estado vizinho possam ser alvo de uma intervenção policial manifestamente desproporcionada?
3. Que medidas serão tomadas para averiguar os motivos de uma atuação desta natureza?

Os factos já denunciados polo BNG e aos que agora se soma institucionalmente o Bloco de Esquerdas, decorrérom o passado sábado durante um protesto contra o uso eleitoralista da Plataforma Logística e Industrial (Plisan) polo 20 aniversário da ponte internacional galega-lusa e no que participava o vice-presidente da Junta, Alfonso Rueda.

As concelheiras de Salvaterra do Minho,  Patricia Marinho Rodríguez, Eva González Pérez e Xosé Antón Outeiro González reportárom retençons, identificaçons e agressons polas que tivérom que acudir ao Centro de Saude. “A atuaçom policial foi absolutamente desproporcionada empregando umha violência inecessária contra um protesto pacífico”, assinalou o BNG num comunicado.