110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

Herrira 004As 48 pessoas processadas pola AN espanhola por defenderem os direitos das e dos presos bascos venhem de fazer público q as petiçons fiscais às q se enfrontam som altíssimas.

A AN acusa-as de "integraçom" e "colaboraçom" com ETA por trabalhar na defesa das e dos presos dende diferentes ambientos. Hai advogad@s, integrantes Herrira ou familiares q trabalhavam em Etxerat. Várias forom as operaçons q levarom adiante desde a AN e a Guardia Civil para criminalizar a solidariedade com as pessoas encarceradas por motivos políticos.

Este sábado compareceram em Donostia para ofrecer dados mais pormenorizados do processo judicial e estaram acompanhados polos secretarios dos sindicatos ELA e LAB e o ex-diputado geral de gipuzkoa Martin Garitano, assim como de representantes do tecido social e professional.

De Ceivar enviamos também o nosso arroupo e solidariedade internacionalista.

A nossa solidariedade é imparável!!

 

la insurgenca13 rapeiros do colectivo de hip-hop La Insurgência, q se define como "um colectivo musical q pretende fomentar o internacionalismo, difundir e expandir a cultura revolucionaria e elevar o nível de conciência das massas trabalhadoras", estam citados hoje na AN por ordem da juiça Carmem Lamela e imputados por um delito de enaltecimiento do terrorismo

Entre as trece pessoas imputadas atopam-se os galegos Gorka likor k, Oliver, Sine, Pipe Diaz, Nyto e Saul Zaitsev.

De Ceivar queremos enviar-lhes a nossa solidariedade e forza!

 

jordisA juíza da Audiência Nacional Carmen Lamela enviou a prisom na tarde de ontem a Jordi Sànchez e Jordi Cuixart, presidentes da Assemblea Nacional Catalá e de Òmnium cultural respeitavemente, acusados de um delito de sediçom (até 15 anos de cadeia) por presuntamente liderarem os protestos acontecidos em Barcelona o passado 20 de setembro, quando a Garda Civil espanhola detivo a vários altos carregos do governo catalá.

De Ceivar queremos amosar a nossa solidariedade com o povo catalam e enviar-lhes a nossa forza para continuar na luita. Por cada um/a q detenham apareceram dez mais para seguir o seu exemplo de compromisso.

Visca Catalunya lliure!
Independência si!

 

santiago maldonadoSantiago Maldonado desapareceu o passado 1 de agosto durante umha protesta da comunidade mapuche. Testemunhas declararom na altura ter visto como a polícia golpeava a Santiago e como o levavam detido depois de um tiroteio.


Ontem aparecia no rio Chubut, dentro do território da comunidade Mapuche um corpo sem vida. A família de Maldonado emitiu um comunicado no que sinalam "En relacion Al cuerpo encontrado em la comunidad Cushamen, la familia quiere destacar q ya se havia rastrillado el lugar En tres oportunidades. Hasta q no se realicen las perícias no se podra estabelecer ni lá identidad, ni las causas de la muerte"


No diário argentino"crônica" sinalam q no mesmo rio estam a buscar o corpo de outro rapaz q se tirou à auga o passado xoves estando bebedo.


Queremos saber onde está Santiago!

 

anti fascismo 0O passado 3 de Outubro o vizinho de Ourense R., argentino afincado na Galiza desde fai anos e conhecido e apreciado polo seu ativismo nos movimentos sociais na cidade das Burgas, foi perseguido e agredido por um facha e posteriormente acossado e criminalizado pola polícia local de Ourense no seu intento de denunciar os feitos.

Todo começou quando R. desde o seu carro berra-lhe “Visca Catalunya” a outro carro que luzia orgulhoso bandeiras espanholas. O condutor espanholista puxo-se a persegui-lo e num momento que estavam detidos, baixou-se e, sem mediar palavra, bateu-lhe na cara. R. defendeu-se ao que o fascista acabou por dizer-lhe que marcha-se ou o “pincha-va”.

R. continuou o seu percurso mas o ultra-dereitista continuou a persegui-lo polo que decidiu chamar a polícia local rematando por presentar-se na comissaria.

A atitude da polícia ao denunciar a agressom é violenta, julgando o independentismo com frases como que “os independentistas som umha bazofia”, além de justificar ao agressor dizindo-lhe “que lhe estava bem por nom ter-se calado”. O agredido tivo que sofrer cacheos e um registro do seu carro ademais de ameaças como a de fazer-lhe um control anti-drogas.

Desde Ceivar queremos denunciar publicamente estes factos que som reflexo do momento político atual no que o estado espanhol mostra abertamente a sua face repressiva contra o independentismo alimentado as atitudes fascistas de umha ultra-direita que se mostra com maior impunidade. Manifestamos o rechaço absoluto do posicionamento político da polícia local de Ourense que defende as agressons fascistas e julga às vitimas.

Solidarizamo-nos com o nosso companheiro e mostramos o nosso apoio nestes momentos de impoténcia e raiva.

NOM NOS CALARAM! NENHUMA AGRESSOM SEM RESPOSTA!

 

Esta images.duckduckgo.comdata celebra-se na Galiza desde o ano 2000; mas resiste-se e combate-se desde vários séculos antes. Depois de quinze anos de celebraçom pública, após a ediçom do 2015 vimos como nove pessoas eram detidas e encausadas por reconhecerem e celebrarem esta jornada de dignificaçom da memória coletiva. A denominada “operación Jaro”, continua aberta na Audiência Nacional e ampliada este ano a mais três pessoas pola sua militáncia no organismo popular anti-repressivo Ceivar.

A história do nosso povo nom encaixa com o discurso oficial espanhol, e contra as descriçons de tinte colonial que apresentam a Galiza submisa, a auto-organizaçom popular vém visibilizando as boas e generosas que se defenderam, que entregaram a vida para a causa do povo.

Na madrugada do 11 de Outubro de 1990 as militantes do Exército Guerrilheiro do Povo Galego Ceive, Lola Castro e José Vilar perdiam a vida ao se acionar accidentalmente um artefacto explossivo destinado à luita contra o narcotráfico. Elas, e muitas outras combaterom pola liberdade. E nom deixarám de ser nomeadas, ainda que a sua lembrança seja empurrada à clandestinidade. Falaram muros e falara-se boca a boca e celebrara-se fora dos focos a saude das nossas mortas.

Sobre os seus leitos mantenhem-se as flores frescas.

11 de outubro é todos os dias.

 
Mais artigos...
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014