110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

cropped cpigA continuaçom publicamos o Comunicado do Colectivo de pres@s independentistas galeg@s que nos chegou ao correio electrónico do Organismo Popular Anti-Repressivo Ceivar:

 

Com motivo da pasada operaçom jurídico-policial contra a solidaderiedade independentista o CPIG manifesta públicamente o seu rexeitamento perante este novo ataque da repressom espanhola e expresa o seu apoio e reconhecemento á generosa tarefa desenvolta pol@s destacad@s militantes da solidariedade detid@s.

Como vimos analisando nestes anos, o Estado espanhol continúa despregando umha intensa repressom política que pretende liquidar a expressom revolucionária do independentismo galego. Cara esse objetivo estratégico, aplica umha repressom integral e específica que abrangue a acçom judicial, policial e carcerária com a impriscindível colaboraçom dos meios de comunicaçom sistémicos no papel de sinaladores e criminalizadores.

A designaçom no ano 2010 de um Fiscal especializado na luita anti-galega na Audiencia Nacional com o firme propósito de destruír a organizaçom do independentismo revolucionário galego, supujo um punto de inflexom com as conseqûencias de sobra conhecidas por tod@s; incrementos qualitativo e quantitativo das penas impostas ás combatentes, intensificaçom da política carcerária de dispersom e isolamento, pressom policial sobre solidari@s com @s represaliad@s, vigilancia intensiva sobre o espaço soberanista, marcagem e intoxicaçom mediática, suspensom de actividades e ameaça de ilegalizaçom de organizaçons políticas, processamento de militantes políticas sem vínculo com a violencia política… Nessa pretensom aniquiladora contextualizamos o último episódio desta vorágine repressiva que seguindo a estela de anteriores operaçons semelhantes, busca disuadir e extender o temor entre o movimiento independentista. Espanha quere que impere o terror, desmoraliçando a auto-organizaçom popular.

Na actual conjuntura producto da crise social e económica, o Estado mergulha-se em umha deriva totalitária e anti-democrática da que abundam exemplos; ái está a policializaçomm das rúas, o controlo social masivo, a omnipresencia do discurso reacciónário e neo-liberal convertido em pensamento único, a hipertrofia legislativa penal que eleva a categoría a desproporçom punitiva e o Dereito Penal do Inimigo, a Lei Mordaça que vulnera dereitos civís básicos e liberdades públicas, a contínua injerencia política nas decissons jurídicas… junto á corrupçom geralizada de um régime que saqueia recursos públicos para o lucro das élites dominantes mentres aumenta a desigualdade social e a pobreça.

A “democracia espanhola” evidencia-se já desvergonhadamente como a decrépita carauta formal da dominaçom fascista. Perante a cojuntura descrita; quem é aquí o terrorista? Como podemos qualificar ,senom, a política sistémica de repressom espanhola? Sigamos falando claro, fieis á nossa tradiçom política; temos enfrente ao novo fascismo espanhol ocupando os resortes de poder dun Estado ao serviço dos interesses oligárquicos.

Nestes tempos dificéis para os dereitos e liberdades cumpre renovar o compromisso adquirido com a luita pola liberaçom nacional. Dispomos da sólidos argumentos políticos, históricos , identitários ou económicos para reivindicar a independencia; mas hoje, antes de máis, o independentismo constitúe umha reivindicaçom democrática, saudável e higiénica ante um poder espanhol destructor e apodrecido que só nos ofrece miseria e degradaçom moral.

Cara esse horizonte emancipador cumpre fortalecer e consolidar amplos espaços comunitarios de apoio mútuo e solidariedadee frente ás gadoupas da repressom espanhola. Chamamos as/aos galeg@s conscientes e demócratas a multiplicar o respaldo e implicaçom nas atividades do Organismo Popular Anti-repressivo Ceivar, que próximamente chegará ao seu 15º aniversario. Da nossa parte, afirmamos umha vez máis, o nosso agredecimento pola enorme assisténcia anti-repressiva sostida incondicionalmente nestes máis de doze anos com pre@s independentistas nas cadeias espanholas.

A nossa solidariedade e imparável !!

Viva Galiza Ceive!!

Denantes mortos que escravos!!

 

 

agosto 20171Com o sol de Agosto igual que com as chuvas de Fevereiro, acompanhamos o protesto de intramuros, e saimos à rua entre as 20:00h e as 20:30h desta sexta-feira, dia 25,  para visibilizar as suas reclamaçons elementares.

Os pontos que o Coletivo de Presas Independentistas Galegas reclama som:

O reconhecimento da sua condiçom de prisioneiras políticas, o fim da política criminal de dispersom penitenciária, o reagrupamento dos membros do coletivo numha mesma prisom em território galego, o cessamento do regime de reclusom nos centros de menores e a melhora geral das condiçons de vida no encerro.

As convocatórias teram lugar em:

Compostela: 20:30h na praça do Toural

Vigo: 20h no Marco (rua Principe)

Ourense: 20:00h na praça do Ferro

Lugo: 20:30h na Praça Maior

Burela: 20:30 Praça do concelho

Ponte Vedra às 20:30h na praça da Peregrina

 

agosto 20171Com o sol de Agosto igual que com as chuvas de Fevereiro saimos à rua entre as 20:00h e as 20:30h desta sexta-feira, dia 25,  em defesa dos direitos das presas independentistas.

Os pontos que o Coletivo de Presas Independentistas Galegas reclama som:

O reconhecimento da sua condiçom de prisioneiras políticas, o fim da política criminal de dispersom penitenciária, o reagrupamento dos membros do coletivo numha mesma prisom em território galego, o cessamento do regime de reclusom nos centros de menores e a melhora geral das condiçons de vida no encerro.

As convocatórias teram lugar em:

Compostela: 20:30h na praça do Toural

Vigo: 20h no Marco (rua Principe)

Ourense: 20:00h na praça do Ferro

Lugo: 20:30h na Praça Maior

Burela: 20:30 Praça do concelho

Ponte Vedra às 20:30h na praça da Peregrina

 

Novamente, naXcadeiahumana véspera do dia da Mátria, do organismo anti-repressivo Ceivar convocamos a Cadeia Humana pola Liberdade. Um novo 24 de Julho, jornada de reivindicaçom e luita, em que cumprimos umha década de maos dadas percorrendo a capital do nosso País. Dez anos em que levamos à rua a reclamaçom de rematar com a dispersom e o encerro das prisioneiras políticas independentistas galegas; reclamaçom que é umha necessidade democrática e um exercício de justiça.

As presas galegas forom encarceradas por ser dissidência num Reino Espanhol no que Galiza nom tem direito a se autodeterminar, e frente a Espanha dos muros: a Galiza que abre caminhos, que sustém, que abraça, as pessoas que fazemos cadeia pola liberdade. Apreçamos em particular a força desta manifestaçom polo tacto, porque é um fio de humanidade a percorrer os corpos.

O próximo 24 de Julho em Compostela. Às 18:30h na Praça de Galiza.

Depois haverá umha ceia solidária às 21h na Gentalha do Pichel (prega-se confirmar em Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar )

Cada elo conta! Faz parte da cadeia humana!

A nossa solidariedade é imparável!

 

ugioiriafonso01Pouco depois das cinco da tarde de hoje saiam da esquadra da Guarda civil de Compostela as detidas, após o registro e requisamento de pertenças nas suas moradas, e sem terem passado polos julgados. Todas se negarom a fazer declaraçons, tendo conhecimento de que o “delito” de que eram acusadas é o de “enaltecimento do terrorismo”, por diferentes atos solidários com as presas independentistas, nomeadamente o recente recebemento popular a Antom Santos.

Para hoje mantenhem-se convocatórias em várias cidades e vilas para denunciar esta nova operaçom político-policial, à que denominarom Jaro 2.

Frente a repressom, solidariedade!

 

Em estes momentos as tres companheiras estám no quartel da Guarda Civil, no bairro de Sam Lázaro, em Compostela. Para hoje, convocam-se as seguinte concentraçons para exigir a sua liberdade e denunciar a repressom espanhola,

 

Compostela, às 20:30 na praça do Pam

Vigo, às 20:30 no Marco

Ourense, às 20:30 na praça do Ferro

Burela, às 20:30 na praça do Concelho

Ponte Vedra, às 20h na praça da Peregrina

Lugo, às 20:30 na praça Maior

Acode à concentraçom que tenhas mais próxima!

 
Mais artigos...
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014