Suspendido por quarta vez juízo contra dous independentistas vigueses

Por quarta vez consecutiva, o juízo por “desconsideraçom à autoridade” (sic) contra os militantes vigueses Óscar G. e Júlio S. era suspendido esta manhá. Segundo informavamos ontem, os dous vizinhos de Vigo foram assaltados em Abril de 2005 por agentes da Polícia local quando se dispunham a realizar umha colagem de cartazes contra o PGOM aprovado por PP e BNG. Recordamos que na altura a alcaldesa Corina Porro decretara ‘Toleráncia Zero’ contra a difusom de actos anti-PGOM. A vista judicial nom se pudo realizar devido à incorrecta convocatória dos agentes policiais imersos no processo. Contodo, há novidades no procedimento: três mais serám os polícias denunciados polos dous militantes e estes achegarám umha nova testemunha. Embora o processo se inscreve na dinámica habitual de juízos contra a liberdade de expressom realizados periodicamente em toda a Galiza, o presente caso conta com a novidade de que os agressores nom apresentárom ainda contra os dous militantes qualquer denúncia por infligir a normativa municipal que proibe a colagem de cartazes. A vista fica pendente da colocaçom dumha nova data. Mais informaçom no linque inferior.