Escucha_telefonicaNo dia de hoje o Ministerio de Interior mais o Ministerio de Justicia anunciárom a eliminaçom das escuitas telefónicas sem autorizaçom judicial que se pretendiam levar a cabo polas forças repressoras do Estado mediante a nova Ley de Enjuiciamiento Criminal.

Pola contra há umhas emendas sugeridas por “expertos” dos Ministerios de Justicia e Interior das que o único que se sabe polo momento é que rechaçam esta nova modalidade de controlo social e político devido a que tenhem “difícil encaje constitucional” tal e como mencionou o Consejo General del Poder Judicial. Igualmente a Fiscalía também monstrara a sua disconformidade.

Como informamos em ocasions anteriores neste site, o texto original permitia que o Ministro del Interior ou o Secretario de Estado de Seguridad ordenaram as escuitas sem aviso a um juíz por 24 horas e posteriormente um juíz poderia validar ou anular a intervençom num praço de 72 horas. No caso de denegar tal intervençom umha pessoa poderia estar sendo intervida nas suas comunicaçons até um praço de quatro dias.