ugioiriafonso01Pouco depois das cinco da tarde de hoje saiam da esquadra da Guarda civil de Compostela as detidas, após o registro e requisamento de pertenças nas suas moradas, e sem terem passado polos julgados. Todas se negarom a fazer declaraçons, tendo conhecimento de que o “delito” de que eram acusadas é o de “enaltecimento do terrorismo”, por diferentes atos solidários com as presas independentistas, nomeadamente o recente recebemento popular a Antom Santos.

Para hoje mantenhem-se convocatórias em várias cidades e vilas para denunciar esta nova operaçom político-policial, à que denominarom Jaro 2.

Frente a repressom, solidariedade!