salida carmina

O passado 8 de junho recuperaba a liberdade a militante anti-fascista Carminha Cayetano, tras onze anos em distintas cadeias do Estado Espanhol, mais os 17 que já cumplira noutras cinco encarcelaçons anteriores.


Foi recebida às portas da cadeia de Puerto III (Puerto de Santa María, Cádiz) por familiares e amigas/os que se desprazarom desde diferentes pontos do Estado.

Bem-vinda Carminha!!
Liberdade presas e presos políticos!!