lugodecaraaominho

A próxima sexta-feira 10 de Março às 9:30h, a plataforma “Lugo de cara ao Miño” convoca umha concentraçom diante dos julgados de Lugo em solidariedade com 9 ativistas por defender o Miño umhas obras que se demostrarom ilegais.

A empresa INCA, adjudicatária da exploraçom hidroeléctrica da Fábrica da Luz, pretende novamente afogar os protestos contra as suas desfeitas ambientais atacando individualmente em forma de denúncia por coaçons às vizinhas que o passado 30 de Agosto do 2016 se concentrarom no Rio Minho para protestar pola reativaçom das obras de construçom dum dique que se demostrou ilegal.

Perante estes ataques, desde Ceivar solidarizamo-nos coas ativistas denunciadas e animamos a coletivos e pessoas a acodir e difundir a este novo juízo-farsa.

Defender a terra nom é delito!