vernEarte2016A proxima quinta-feira 4 de Agosto a assembleia comarcal de Ceivar em Ourense e um grupo de pessoas e coletivos que também fam parte de EsCuA - Espaço Cultural Aberto organizam umha Jornada pola Liberdade na que visibilizar a vida nas prisons e denunciar o isolamento e torturas físicas e psicológicas que supom a privaçom de liberdade.

Esta atividade enquadra-se no programa do Veranearte 2016, iniciativa que se vem organizando em Ourense nos últimos anos para dinamizar a vida sócio-cultural na cidade de Ourense.

JORNADA POLA LIBERDADE

QUINTA-FEIRA (XOVES) 4 DE AGOSTO:

 

APRESENTAÇOM DO LIVRO “O TEITO É DE PEDRA”

LUGAR: C.S. A GALLEIRA – Praça de Sam Cosme

HORA: 20:30h

O ex-preso independentista Uxio Caamanho apresenta o livro “O teito é de pedra”, resultado de muitos anos de soidade nas celas de isolamentos, de protestos e plantes, de muitos vis-a vis e muitas visitas por locutório, de muito calor no verao e um frio endemonhado no inverno. Está escrito na rua mas com a prisom no rabo do olho: recém abandonada por algunhs, ou a ponto de reingressar nela por outras. Nesse transe, a última fornada de ex-presas e ex-presos independentistas pugérom-se de acordo para tirar em limpo algo coletivo, umha espécie de “manual” que ajude à leitora ou leitor a adentrar-se no mundo carcelário com a imaginaçom, e dessa maneira cometer menos erros quando lhe toque lidar com o caldeiro na vida real. Porque, como já te irás dando conta, a prisom é algo que cada vez se nos torna mais familiar, seja nas nossas carnes (mais de umha dúzia de encarceradas e encarcerados nos últimos tempos, e muitas dezenas de acusadas e acusados em juízos com petiçons fiscais de muitos anos por distúrbios, montagens, solidaridade com presos...) seja porque já som poucas as arredistas que nom tenhem nengum amigo ou conhecido na cadeia.

 

PERFORMANCE: TORTURA BRANCA

COMPANHIA LUMPENS ORGANIZADXS

LUGAR: CAFÉ CULTURAL EL PUEBLO – Rúa Hernán Cortés, 26

HORA: 21:30h

“Tortura Branca” é umha peça de 15 minutos, que se mostra de jeito fragmentado para que o espectador tire as suas próprias conclusons...
A companhia Lumpens Organizadxs apresenta umha obra que pretendem seja um achegamento à vida intramuros, ao cárcere...e sobretodo umha denúncia ao regime FIES, ao isolamento como jeito de tortura oculto e subtil por parte do estado, que mata quem nom se dobrega...tortura que se expande além da primeira pessoa sobre a que se infligir, pois afecta todos os seus vínculos mais achegados...

 

CURTA-DOCUMENTAL: ANTI-MULLERES. EXISTIR MAL

Beatriz Saians

LUGAR: Praza Pena Vixia

HORA: 22:30h

Anti-mulleres. Existir mal” é um documentário autogerido e dirigido por Beatriz Saians que aborda, desde distintas realidades, como afecta às mulheres a cadeia. Juntando as testemunhas numha grande conversa e por meio do diálogo dalgumhas das suas agentes chegamos a entender como é para umha presa, umha filha, ou como é para umha mai, ficar marcada polas reixas.