gcMugardos e Vigo forom os pontos onde hoje a Guarda Civil detivo duas pessoas acusadas de "enaltecimento do terrorismo"

Outras onze pessoas forom detidas nesta mesma quarta-feira 13 de Abril, no resto do Estado dentro da mesma operaçom coordenada polo Julgado Central de Instruçom número 6 da Audiência Nacional. Segundo difundiu o Ministério de Interior o suposto delito trataria-se de comentários em redes sociais de carácter "apologético de organizaçons terroristas, em particular de ETA".

Esta é a quarta fasse da "Operación Araña", ligada à persecuçom de pessoas polos seus comentários em internet. Nas anteriores fasses entre 2014 e 2015 foram detidas em todo o estado 56 pessoas no total. Das quais já se dictou sentença contra vinte, e na sua maioria forom condenadas a penas de entre um e dous anos de prisom. No portal de informaçom independente estatal La Haine destacam que "as denúncias por supostos delitos de enaltecimento aumentarom um 500% desde que ETA rematou a sua campanha armada".