Na passada noite a Policía Local da cidade herculina identificou a três jovens por supostamente causar danos no mobiliário urbano sobre o que o Partido Popular pedurara publicidade. Trataria-se de dous moços mais umha moça.

Segundo o que informa a versom policial, a única que se conhece polo momento, os ativistas iam encarapuçados e botárom-se a correr, posteriormente, aminorárom o passo e descubrírom o rostro. Os polícias, além de identifica-los, rastreárom os arredores e atopárom vários botes de sprai dos que pretendem fazer responsáveis aos moços assim como das “palabras insultantes hacia el gobierno municipal (PP) y el alcalde (Carlos Negreira)” que aparecérom pintadas perto da sua ubicaçom.

Os atitivistas já fôrom denunciados ante o Julgado de Guárdia da Corunha e agora o caso passou a maos da Policía Nacional porque suspostamente há mais pintadas em imóveis e mais danos aos cartazes do Partido Popular. Também se lhes pretende responsabilizar por isto embora nom quadrem as horas da sua identificaçom. As sançons económicas podem chegar aos miles de euros.

Desde o Organismo Popular Anti-repressivo CEIVAR manifestamos a nossa solidariedade com os ativistas e denunciamos a dobre vara de medir que tenhem as diferentes polícías para sancionar à cidadania que nom atura por um momento mais o regime opressor imposto polo Partido Popular e, em contraposiçom, a suavidade com a que atuam nos casos de corrutelas, violência machista, narcotraficantes, expólios, etc.