110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

A central sindical CNT vem de apresentar na fiscalia luguesa umha denúncia por “falsa testemunha” e “injúrias” contra o director do centro penitenciário de Monte Roso, Modesto Gutiérrez Llamazares. A demanda baseia-se na intervençom de Gutiérrez como testemunha no juízo por torturas contra o chefe dos serviços médicos do centro e os chefes de serviço do cárcere, os três acusados de torturar o cidadám árabe Magadare Rabay. Os imputados fôrom absoltos finalmente polo Tribunal Supremo espanhol. No entanto, a sentença absolutória estabelecia como nula a declaraçom da principal testemunha –a médica da prisom, ameaçada de morte- e fundamentava-se num escrito de Gutiérrez Llamazares que, segundo CNT, constitue “umha injuriosa falsa testemunha, que nom só troujo consigo a lamentável injustiça cometida pola Audiência e o Tribunal Supremo, senom que esta repercutiu dorosamente sobre o mais débil e indefenso: o preso”. Por sua parte, Modesto Gutiérrez Llamazares evitou fazer declaraçons, afirmou desconhecer o conteúdo da denúncia e assegurou ter contestado a verdade no processo judicial no que três funcionários de prisons se sentavm no banco dos acusados por um delito de torturas em Dezembro de 2004.
 
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

miguel web

asun web

toninho web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014