110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

O Delegado do Governo espanhol na CAG, Manuel Ameijeiras Vales, nom perdeu oportunidade para fazer méritos e demonstrar a sua condiçom perante a visita à Galiza do ministro de Interior José Antonio Alonso: o funcionário de Madrid apresenta-se hoje nos meios abordando temas diversos como a baixa ‘taxa de criminalidade’ da CAG, o perfil dos actuais narcotraficantes no País, o “sucesso” da introduçom da Polícia nos centros escolares e as virtudes da brigada de elite apresentada hoje em Ponte Vedra. Na entrevista realizada por Radio Nacional e que recolhe a agência Europa Press, Manuel Ameijeiras advertiu da existência de mundanças no “perfil” dos narcotraficantes e anunciou que a distribuiçom está a dia de hoje em maos de gente nova “menos experta e mais perigosa, porque som mais arriscados”. O Delegado do Governo assegura aliás que, antes, eram “grandes famílias” as que se dedicavam ao narcotráfico, mas a organizaçom da actividade estaria-se “renovando” com gente jovem. Ameijeiras admitiu a existência de “episódios” de ajuste de contas no sul oeste da CAG entre organizaçons de narcos e apontou que o “alarme social” sobre esta questom nom se extende à cidadania galega “porque som ajustamentos de contas entre eles” (sic). Embora, assegurou que esta situaçom afectaria à percepçom subjectiva de segurança, “que se estraga”, porque “som tam importantes as cifras absolutas como o facto de que a cidadania tenha consciência de que está numha sociedade segura”. Nova unidade policial A visita à Galiza do ministro espanhol de Interior para apresentar a nova unidade policial de elite Greco, com 25 efectivos e “a mais alta tecnologia”, foi também motivo das declaraçons do responsável político e policial. Ameijeiras qualificou os agentes de “especialmente treinados para delitos como o crime organizado, branqueio de dinheiro e máfias”. “Há que luitar utilizando as mesmas tecnologias que eles tenhem”, afirmou, sugerindo implicitamente que o Estado vai tecnicamente por detrás dos grupos objecto de interesse policial. Embora ubicar-se em Ponte Vedra, a nova unidade terá jurisdiçom em toda a Galiza administrativa. “Sucesso” da ingerência policial nos centros escolares da CAG O despregamento policial realizado desde 10 de Janeiro sobre escolas e liceus também ocupou a atençom do delegado espanhol. Segundo Ameijeiras Vales, o tráfico minorista de substáncias psicoactivas ilegais em centros de ensino, a partir do que se argumenta a ingerência policial nos mesmos, “baixou” desde o início da aplicaçom do ‘Plano Estratégico de Resposta Policial’, embora o alto funcionário nom ofereceu nengum dado que figesse acreditável o seu asserto. Ameijeiras reconheceu que a acçom policial nom se centra hoje nos grandes narcotraficantes, mas nos de meio e pequeno alcanço que seriam, na sua opiniom, os que “incidem” na mocidade galega “e o Governo nom vai permitir que se utilizem os centros de ensino para a distribuiçom de droga em pequenas quantidades”, advertiu. Madrid define Galiza com "um dos recunchos mais seguros da Europa" Apesar do permanente bombardeio mediático destinado a criar sensaçom subjectiva de ‘insegurança cidadá’ e fundamentar o alargamento da presença policial e um discurso penalizador do social, Ameijeiras reconheceu em referência ao País no que está destinado que "sem exagerar, é um dos recunchos mais seguros da Europa", dado que se situa mais de 20 pontos por baixo da ‘taxa de criminalidade’ estatal –número de ‘faltas’ e ‘delitos’ cometidos por cada 1000 habitantes num período de tempo determinado- e 40 da europea. “Temos uns índices de criminalidade muito bons”, assegurou para indicar que som inferiores, “sem querer ser comprazente, porque se deve tocar madeira" (sic). O funcionário atribuiu os citados índices à "base sociológica" (sic) do País e, glosando um histórico tópico espanhol, qualificou a Galiza administrativa como "sitio tranquilo", embora advertiu que as ‘faltas’ –infracçons legais menores- nom se reduzírom substancialmente em 2005. O Delegado do Governo chamou a atençom dos media sobre as pequenas infracçons, que contribuiriam a umha percepçom de ‘insegurança cidadá’ que “nom é boa”. Ao longo do dia de hoje, Ameijeiras Vales e Pérez Touriño acompanharám o ministro espanhol de Interior nas citas que tem previstas no nosso País.
 
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014