110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

2015072814110380294Três jovens militantes de Galiza Nova estám cumprindo durante esta semana os quatro dias de arresto domiciliário ao que fôrom sentenciados por realizar um mural em defesa do ensino público a finais de 2013. Naquela altura o alcalde de Mondariz, Julio Alén (PP), ligou para a Guardia Civil para que identificara e sancionara às/aos ativistas.

Seria em Maio de 2014 quando cinco jovens fôrom chamadas/os a declarar nos Julgados por umha falta de “deslucimento”. As/os acusadas/os limitárom-se a responder somentes às perguntas da sua Defesa e alegárom o mal estado no que se atopava o muro no que estavam a pintar o mural.

Finalmente som três as/os moças/os sancionadas/os que passarám 96 horas na sede do BNG de Ponte-Areias para cumprir a sentença. Tal e como sucede nestas situaçons, em qualquer momento um agente policial poderá passar para comprovar que as/os jovens se atopam na ubicaçom.

Desde o BNG assim como desde Galiza Nova consideram que “nom é de recibo que haja moças/os que por pintar um mural em defesa do ensino público se vejam privadas/os de liberdade namentres os responsáveis da exploraçom da mocidade galega gocem de total impunidade”.  Igualmente desde o Organismo Popular Anti-repressivo CEIVAR manifesta-se a solidariedade com as/os ativistas retaliadas/os e faz-se um chamamento a apertar filas contra a repressom que abrangue a todos os seitores nacionalistas e independentistas do País.

 
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014