110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

Convocadas pola Plataforma Que voltem para a casa! e com a finalidade de transmitir todo o seu apoio mais dum cento de solidárias/os deslocárom-se a IMG-20150117-WA0008passada madrugada do sábado até os centros penitenciários onde se atopam retaliadas/os as/os presas/os independentistas galegas/os. Três Colunas partírom desde diferentes pontos da Terra ateigadas de entusiasmo, alegria, compromisso e a ilusom de fazer chegar o seu alento até as portas das prisons.

O frio, a neve, o vento e as circunstâncias de passar tantas horas na estrada percorrendo distáncias tam longas nom pugérom límite ao carinho. Deste modo demostrou-se umha vez mais que nom haverá obstáculos que impidam que solidariedade seja imparável.

Depois de intermináveis horas de viagem a Coluna Norte chegou até a cadeia de Dueñas (Palencia) onde se atopa o preso independentista Antom Santos. A do Centro procedeu do mesmo modo mas na prisom de Ocaña (Toledo) onde está o preso independentista Eduardo Vigo e a do Sul arribou a Villanubla (Valladolid) onde está o preso independentista Roberto Rodríguez, Teto.

O percorrido transcorreu sem maiores incidentes agás à chegada da Coluna Sul à porta da cadeia de Villanubla quando vários agentes da Policía Nacional solicitárom a documentaçom de todas/os as/os assistentes. Nom obstante, a todas as caravanas impediuse-lhe bordear às imediaçons das cárceres e unicamente permiti-se que se chantaram diante da fachada. Esta actuaçom policial impediu interatuar directamente com Antom, com Edu ou com Teto mas bandeiras em mão, as solidárias/os berrárom consignas em contra da política penitenciária, reclamárom o direito dos presos de estar no País e em numerosas ocasions berrou-se o nome dos presos. Em todos os casos se portárom faixas com a legenda “a tua dignidade o nosso orgulho”.

Maria_OsrioPor volta das três da tarde as três colunas confluírom no centro penitenciário de Mansilla de las Mulas (León). O objetivo era levar de novo a solidariedade à presa independentista Maria Osório e ao preso independentista Raúl Agulheiro. Se bem se conseguiu no caso de Maria, quem ademais puido assomar-se à janela, bandeira da Pátria em mau e a travês dos barrotes, este nom foi o caso de Raúl, quem dias antes fora deslocado até Madrid para supostamente “ler-lhe o auto dos cargos que lhe imputam”. No caso de Maria Osório o cento de solidárias ubicárom-se num ponto onde a presa independentista os/as podia ver e escuitar, vários berros emitidos por Maria atravessárom os muros enchendo de ánimo às/aos assistentes. Punho em alto Maria escuitou o hino da Patria antes de sair a comunicar com os seus familiares.

Um ano mais a vitória moral de que cada vez somos mais as/os solidárias/os dispostas/os a derribar os muros de formigom com os que pretendem encerrar as ideias políticas, enche-nos o peito de orgulho e isto nom é comparável com a dor que produz que certas medidas arbitrárias impidam às/aos destinatárias/os do nosso esforço solidário recibi-lo de primeira mau.

Desde o Organismo Popular Anti-repressivo CEIVAR queremos parabenizar em primeiro lugar à Plataforma Que voltem para a casa! polo sucesso desta IX ediçom da Marcha às Cadeias e polo seu bo quefazer durante as semanas prévias. Indiscutivelmente também vaiam os nossos parabéns a todas/os as/os solidárias/os porque sem vós estas demonstraçons de solidariedade e de força nom seriam possíveis. Igualmente agradecemos às/aos companheiras/os castelhanas/os de Valladolid que se achegárom até Villanubla para ofrecer caldo quente às/aos assistentes, obrigadas/os!

Com climatologia adversa, com cansanço, com os pés embarrados... adiante a solidariedade imparável!

*Mais imagens no nosso FB

28

 
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014