110276-crumpled-paper-icon-social-media-logos-rss-cube

euskal presoakNa tarde de ontem, 95000 pessoas manifestarom-se em Bilbo contra a dispersom penitenciária e polo respeito dos direitos fundamentais dos presos e presas políticas vascas. A iniciativa cidadá Sare valoraba muito positivamente o éxito da convocatória, que nesta nova ediçom foi encabezada polas nenas e nenos da mochila, os 113 filhos dos presos políticos vascos. Seguindo aos cativos, íam os familiares dos presos e presas gravemente enfermos.

O momento é agora

O enorme trabalho feito nos últimos meses obtivo um rotundo éxito ao juntar tanta gente na mobilizaçom, mas esta nom foi a única grata sorpresa do día. Pois sábado de manhá filtrava-se a nova de que o governo francês achegaría aos presos e presas vascas nas próximas semanas, infomaçom que já foi confirmada polos "artesanos da paz" e o Governo de Lakua.

O governo espanhol aínda nom se pronunciou ao respeito.

EUSKAL PRESOAK, EUSKAL HERRIRA!

PRESOS GALEGOS A GALIZA!

 

IMG 20171226 201134 989

Já está chegando à sua fim o 2017, um ano que veu carregado de repressom, mas tambem de logros!

Essas pequenas vitórias que nos sacam o sorriso, quando graças à solidariedade conseguimos que a Teto o transladem de prisom tras vários meses só e em isolamento, a ledicia que nos produz a reduçom de condena de Maria e Antom tras um recurso, a felicidade de têr  a Antom de novo na casa...

Em 2018, cumplimos 15 anos, e festexaremo-lo por todo o alto! 15 anos achegando a nossa solidareidade, dando-lhe a cisalha alí onde é preciso, plantando-lhe cara à repressom mais feroz que mantem a cinco independentistas em prisom e pretende criminalizar a solidariedade com eles. Por este último feito, forom detidos em junho deste ano três companheir@s de Ceivar.

Longe de esconder-nos ou amedrentar-nos, continuamos aquí. Hai Ceivar para longo! hai cisalha para longo! Seguiremos, como em 2017, tecendo solidariedade, cóvado a cóvado, mao a mao, construindo um futuro que de seguro é nosso!

A nossa solidariedade é imparável!!!

Viva Galiza ceive, socialista e feminista!!!

 

feixistas

Fonte: Galizalivre.com//

Las pistolas policíacas no son ningún armamento; pero si yo cojo un palo/ me violentan por violento.

Miren la ley del embudo /que va contra mi conciencia: /Si a mí me matan es orden. /Si me defiendo es violencia.

La ley del embudo, en fin, / así la van componiendo: /Orden es si me dan palos. / Violencia si me defiendo.

Alfonso Sastre.

Cada vez é mais comum ver cabeçalhos nos meios de comunicaçom do poder, a falarem de pessoas imputadas por  “delitos de ódio”. O mais chamativo é que esse presunto “ódio” só se dirige numha direcçom. Os “terríveis separatistas” que adoutrinam meninh@s, os insolidários que querem fugir de Espanha, os que protestam porque a polícia boura neles, os que nom  se anicam perante um rei que lhes é imposto, os que ondeam estreleiras nos campos de futebol; esses, contra os nom nacionalistas que defendem a unidade de Espanha.

21 mestres citados a declarar

12 mestres e o director do centro IES El Palau de Sant Andreu de la Barca, fôrom citados pola Procuradoria por alegadamente  terem feito comentários a alunos filhos de Guardas Civis no que diz respeito à violência policial do  1-O. Terám que declarar em Janeiro perante a organizaçom militar espanhola.

No passado mês de Novembro, já foram citados a declarar  8 mestres da Seu d’Urgell  acusados de um posível delito de “incitaçom ao odio” por falarem do 1 de outubro nas aulas.

14 imputados em Reus por “incitaçom ao ódio”

Dous concelheiros da CUP em Reus tenhem umha orde de detençom enriba da mesa, por nom apresentarem-se a declarar por duas vezes perante a juíza; no momento em que publicamos esta nova, tal detençom estava a consumar-se. 14 é o número de pessoas (incluindo a estes dous concelheiros) imputadas por um presunto delito de incitaçom ao ódio dentro da causa que se instrói a raíz dumha denuncia interposta pola Polícia, por um manifesto no que se condenava a violência da polícia nacional durante as brutais cárregas do 1-O.


“Nom sei se há nacionalismo espanhol. Nós nom o praticamos”

Así se manifestaba Toni Cantó, de Ciudadanos, numha entrevista no jornal eldiario. O nacionalismo, ao igual que o “odio”, é unilateral, e ao que parece os espanhóis desconhecem se o practicam ou nom. Por isso, a eles nom os move o ódio, nim quando uns nazis malham em nacionalistas durante umha manifestaçom em Valência, nem quando um fascista escacha o vidro traseiro de um carro em Compostela e escreve no lateral do mesmo “viva España”, nem quando os nazis da bancada ultra Frente Atlético matam um siareiro dos Riazor Blues em Madrid, nem quando  o grupo de extrema direita España 2000 fai um escrache fronte à casa de Mónica Oltra, nim quando a polícia que ía participar no 1-O é despedida em diferentes municipios espanhois a berros de “A por ellos!”, nem quando dispersam as e os presos políticos a centos de quilómetros obrigando as suas familias a jogar-se a vida nas estradas, nem quando Mariano Rajoy fai apología do franquismo.

A lei do funil da que fala o dramaturgo Alfonso Sastre extende-se perigosamente no Reino de Espanha.

 

IMG 20171227 113247 292

Este mês de Dezembro saimos novamente à rua entre as 20:00h e as 20:30h desta sexta-feira, dia 29, em defesa dos direitos das presas independentistas.

Os pontos que o Coletivo de Presas Independentistas Galegas reclama som:

O reconhecimento da sua condiçom de prisioneiras políticas, o fim da política criminal de dispersom penitenciária, o reagrupamento dos membros do coletivo numha mesma prisom em território galego, o cessamento do regime de reclusom nos centros de menores e a melhora geral das condiçons de vida no encerro.

As convocatórias teram lugar em:

Compostela: 20:30h na praça do Toural

Vigo: 20h no Marco (rua Principe

Lugo: 20:30h na Praça Maior

Burela: 20:30h na Praça do concelho

Ponte Vedra: 20:30h na Praça da Peregrina

 

fridaO juiz de vigilância penitenciária da Audiência Nacional, José Luís Castro Antonio, denegou a liberdade ao preso vasco Ibon Iparraguirre, que está gravemente enfermo, numha situaçom realmente extrema.

Este mesmo juiz, que nom lhe concede a liberdade  a Ibon,  nom duvidou em conceder-lhe o terceiro grao a Galindo porque  “el estado de salud del interno permite tener esta circunstancia en cuenta para la progresión de grado pretendida". Lembrar que Galindo foi um dos responsáveis do GAL e estava acusado e condenado por sequestrar,  torturar e assassinar a Lasa e Zabala; delitos polos que cumpliu quatro anos de prisom.

Dende a Galiza, unimo-nos ao berro de Ibon SOS, e exigimos a liberaçom dos presos e presas enfermas. É de justiça!

Preso gaixoak Kalera! Pres@s enferm@s à rua!

 

 

Já estam aquí, um ano mais, os calendários de Ceivar com os desenhos de Antom Santos, e este ano coa colaboraçom especial de Mikel Orbegozo, preso político vasco que nos emprestou um debujinho do seu cómic "Preso Nago".

Também editamos almanaques de peto, com um dos desenhos do calendário.

Nos próximos días iremos ampliando a nova e informando de sitios onde vos podedes fazer com o calendário, de momento estam disponhíveis em:

LUGO: CS Madia Leva

VIGO: CS A Revolta

COMPOSTELA: Livraría Lila de Lilith, Livraría Couceiro e Livraría Pedreira.

E também podedes escrever-nos a Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar para fazer-vos com um!

 

IMG 20171224 141404 917

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG 20171224 141421 829 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG 20171224 141343 042

 

 

 
Mais artigos...
Teimudamente Alçadas!
teimudamente_alzadas
Manual de Segurança para Ativistas
manual_segurana_2015
O Teito é de Pedra
mostra_capa
Lei de Segurança Cidadá
LSC_2014web
Endereços d@s Pres@s

1 920422340620189774

raul_web

maria2014_web

edu_web

teto_web

Atópanos nas redes sociais



feisbuk

banner_numero_conta_2014